Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Sala de Aula’ Category

Livro - Genotoxicidade

O tema da divulgação cientifica, sobretudo, quando voltada para a educação e popularização de ciência e tecnologia, está cada vez mais sendo debatido e merecendo destaque nos editais abertos pelas agências de fomento à pesquisa (Finep, Capes e CNPq) e até mesmo espaço junto à Plataforma Lattes (http://lattes.cnpq.br/), ligada ao CNPq. Neste contexto, o livro paradidático representa uma importante ferramenta no processo de ensino/aprendizagem, servindo como instrumento para intensificar e popularizar o hábito pela leitura e despertar o interesse em analisar e questionar temas relacionados ao cotidiano.

Dada essa necessidade, os doutorandos Marcos Felipe de Oliveira Galvão e Nilmara de Oliveira Alves, ambos orientados pela Profª Sílvia Batistuzzo, publicaram o livro paradidático: “Genotoxicidade da água: o que é isso?”, ISBN 978-85-425-0135-3. A publicação contou com o apoio do projeto MCT-INSA/CNPq/CT-Hidro/Ação Transversal Nº 35/2010 – Desenvolvimento Sustentável do Semiárido Brasileiro.

O contexto do livro se passa numa comunidade do semiárido nordestino. Essa comunidade é formada, entre outros, por várias crianças em idade escolar, curiosas e interessadas em aprender a respeito dos problemas surgidos em seu cotidiano. Com a utilização de uma linguagem lúdica, o livro aborda temas presentes no dia-a-dia dos alunos, tais como a poluição ambiental. Conceitos importantes a respeito da organização do ecossistema e dos seres vivos, apresentando a molécula da vida — o ácido desoxirribonucléico (DNA), de como ela pode ser danificada pelos poluentes ambientais, o significado de genotoxicidade, a importância dos testes para sua análise, as consequências à saúde humana, bem como a conscientização ambiental de forma geral são evidenciados ao longo da narrativa. O livro apresenta também um teste simples muito utilizado na análise ambiental, que é o teste de micronúcleo. Esse teste pode ser feito empregando diversos organismos e possui alta associação com a formação de câncer.

Acreditamos que essas informações possam contribuir para um olhar diferente da genética no contexto da poluição ambiental e, principalmente, na formação de uma visão mais crítica sobre a forma como exploramos os recursos do meio ambiente, auxiliando na formação de uma conscientização ambiental mais adequada.

 

 

Texto: Marcos Felipe de Oliveira Galvão

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Bioquímica – UFRN.

Anúncios

Read Full Post »

A Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA), juntamente com o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica (LBMG) do Campus Central da UFRN, promoverá o II Curso de Férias de Morfologia, entre os dias 14 a 18 de julho de 2014, no Laboratório de Anatomia Humana da FACISA.

O tema do curso será “Desvendando os Mistérios do Corpo Humano”.

 

Os cursos desenvolvidos pelo LBMG são realizados desde 2004 e atualmente fazem parte do projeto “Em Busca de Novos Talentos para a Ciência: Uma Intervenção no Ensino Público”. Este projeto está voltado para a busca e desenvolvimento de jovens talentos para a ciência, proporcionando oportunidades para que estes jovens possam desenvolver suas potencialidades. As atividades têm viabilizado uma maior interação entre o meio acadêmico e os professores e estudantes do ensino médio das Escolas Públicas, contribuindo para desmistificar a ciência e torná-la acessível.

 

Dessa forma, com a interiorização do curso, os estudantes do ensino médio da região do Trairi e Seridó do RN terão a oportunidade de adquirir novos conhecimentos que os tornarão mais independentes em relação ao aprendizado e, consequentemente, os ajudarão a ingressar na Universidade.

 

O curso é gratuito e voltado principalmente para alunos do Ensino Médio da Rede Pública. Porém, alunos das escolas privadas de Santa Cruz/RN também poderão participar como forma de promover a interação entre a Rede Pública e Privada.

 

Informações pelo telefone (84) 3291-2411. Para inscrições, clique aqui.

As inscrições vão até o dia 13 de junho.

Read Full Post »

A região semi-árida do Brasil é caracterizada por uma estação chuvosa curta anual e longos períodos de forte seca. Nesse contexto, o beneficiamento artesanal da castanha de caju é uma alternativa socialmente e financeiramente viável, pois além de poder ser desenvolvida por todos os membros de uma família, é um produto facilmente comercializável. No entanto, a falta de assistência aos trabalhadores, a informalidade da atividade e a falta de conhecimento por parte da sociedade em geral sobre as condições nas quais ocorre a queima da castanha de caju dificultam o controle dos potenciais efeitos nocivos associados a este tipo de atividade.

 

A geração de informação científica qualificada é um requisito fundamental para a elaboração de políticas públicas que visam à melhoria da qualidade da população exposta. Neste sentido, os pesquisadores do LBMG e LAMA publicaram recentemente o artigo “Cashew nut roasting: Chemical characterization of particulate matter and genotocixity analysis” na revista Environmental Research.

 

O trabalho é de autoria do doutorando Marcos Felipe de Oliveira Galvão, orientado pela Profª Silvia Batistuzzo e conta com a colaboração do Prof. Thiago de Melo Cabral e em parceria com o Laboratório de Poluição Atmosférica Experimental da USP, Paulo Afonso de André e Paulo Hilário Nascimento Saldiva; Departamento de Ciências Atmosféricas da USP, Maria de Fátima Andrade e Regina Maura de Miranda; e do Laboratório de Estudos em Química Atmosférica do IQ-USP, Pérola de Castro Vasconcellos.

 

Para acessá-lo na íntegra, clique aqui.

 

Os resultados possibilitaram a identificação de um problema ocupacional grave, com sérios riscos aos trabalhadores que exercem a atividade. Diante disto, a adoção de medidas preventivas e de melhores práticas, tais como o uso de exaustores coletivos e equipamentos de segurança (máscaras) são de fundamental importância para o desenvolvimento sustentável da atividade e melhoria na qualidade de vida dos trabalhadores.

 

Devemos sempre lembrar da importância e necessidade de tornar o conhecimento científico, em geral publicado em periódicos, acessível a todos. Assim sendo, os resultados obtidos no presente artigo foram trabalhados durante o “1° Curso de Férias de Análises Genotóxicas e Educação Ambiental: trabalhando a queima da castanha de caju”, que utilizou de uma linguagem lúdica e do método cientifico para estimular professores e alunos da rede pública do município de João Câmara (objeto de estudo do artigo) a trabalhar o tema da queima da castanha de caju em sala de aula.

 

Texto: Marcos Felipe

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Bioquímica – UFRN.

Read Full Post »

Os interessados devem fazer inscrição na secretaria do DBG ou enviar solicitação ao email:sbatistu@gmail.com

MINI-CURSO

Modelos celulares para testar a biocompatibilidade de biomateiais para aplicação no tecido óoseo

 

Objetivo

O conteúdo deste minicurso visa dar uma panorâmica geral sobre a fisiologia do metabolismo e regeneração óssea, como base de conhecimentos para a compreensão dos modelos de culturas celulares para avaliar a biocompatibilidade de biomateriais para aplicação no tecido ósseo.
 

Conteúdo

1. Conceitos de fisiologia óssea

Funções do tecido ósseo. Tipos de tecido ósseo

Diferenciação osteoblástica e formação óssea

Diferenciação osteoclástica e reabsorção óssea

Organização celular na matriz extracelular: o osteócito

Remodelação óssea

2. Cicatrização/regeneração óssea

Inter-relação angiogénese/osteogénese

3. Biomateriais para aplicação no tecido ósseo

4. Interação tecido ósseo/biomateriais

Regeneração óssea na presença de biomateriais

5. Modelos in vitro para avaliação da biocompatibilidade óssea

Culturas de células osteoblásticas

Culturas de células osteoclásticas

Culturas de células endoteliais

Co-culturas células osteoblásticas/células osteoclásticas

Co-culturas células osteoblásticas/células endoteliais

Resposta das células ósseas a nanopartículas de Hidroxiapatite

6. Análise crítica de artigos científicos sobre os temas lecionados

 

Ministrante

Profa. Dra. Maria Helena Raposo Fernandes

Universidade do Porto – Portugal

 

Período e Local

31 de março a 03 de abril de 2014

Sala SS1

15 as 17h00

 

Inscrição na Secretaria do DBG

Read Full Post »

A mestranda em bioquímica NATHALIA MAIRA CABRAL DE MEDEIROS fará a defesa da sua dissertação no dia 21 de março, as 14h30, na sala Carl Peter von Dietrich (UFRN).

O título do trabalho é Análise filogenética e funcional de dois genes de reparo homólogos a AP endonuclease em cana-de-açúcar: ScARP1 e ScARP3.

O orientação é da Profa. Dra. KATIA CASTANHO SCORTECCI e farão parte da banca avaliadora a Profa. Dra. MARIE-ANNE VAN SLUYS (USP) e a Profa. Dra. RAQUEL CORDEIRO THEODORO (UFRN).

 

RESUMO:

O genoma de todos os organismos sofre constantemente a influência de fatores mutagênicos que podem ser de origem endógena e/ou exógena, estes podem resultar em danos ao material genético. Se esses danos não forem corrigidos pode levar ao aparecimento de mutações. As plantas por serem organismos sesseis estão continuamente expostas a estes fatores. Considerando isto, os organismos (animais e vegetais) possuem diferentes vias de reparo de DNA para manter a integridade do material genético. Dentro destas vias, há a via de Reparo por Excisão de Bases (BER) que é composta por diferentes enzimas, e dentro dessa via há a enzima AP endonuclease que é alvo deste estudo. Trabalhos anteriores em cana-de-açúcar identificaram duas sequências de cDNA homólogas a esta proteína que foram denominadas ScARP1 e ScARP3. Com isso, o objetivo deste trabalho foi caracterizar estas duas sequências por meio de análises filogenéticas utilizando sequências presentes dentro do reino Plantae, e de análises estruturais dos genes de AP endonuclease por análise in silico e por plantas transgênicas contendo cassetes de super-expressão. Além disso, foi realizado transformações e a obtenção plantas transgênicas de Nicotiana tabacum contendo cassetes de super-expressão em orientação anti-senso. Foi também analisado a relação filogenética de genes DNA ligase I presentes no organismo vegetal de estudo. Os resultados obtidos permitiram verificar que as sequências ScARP1 e ScARP3 correspondem a uma duplicação, provavelmente devido a um processo de duplicação do genoma como um todo (WGD) que deve ter ocorrido no grupo das gramíneas (Poaceae). Reforçando estes dados, foi verificado um possível direcionamento da proteína para organelas diferentes, sendo que a ScARP1 pode ser encontrada no núcleo e a ScARP3 em mitocondrias e/ou cloroplasto. Com relação as plantas transgênicas contendo o cassete em orientação anti-senso foi observado que estas apresentaram crescimento lento quando comparado com a planta selvagem (não transformada). Além disso, seu fenótipo abrange alterações morfológicas no crescimento foliar, baixa estatura e diminuição na produção de sementes. Entretanto, ainda se faz necessário a obtenção da linhagem homozigota para aprofundar essas observações. Desta forma, estes resultados permitem compreender um pouco melhor do possível papel da enzima AP endonuclease em cana-de-açúcar e em plantas.

Read Full Post »

O Laboratório de Biologia Molecular e Genômica- LBMG promoverá o 15° Curso de Férias em Genética, entre os dias 16 e 20 de dezembro de 2013, no Centro de Biociências da UFRN. O tema deste ano é“50 Anos do Reparo de DNA: Como evitamos as mutações?”.

O curso é gratuito e voltado para professores e alunos do Ensino Médio da rede pública e para estudantes do último ano de licenciatura em Ciências Biológicas.

A iniciativa faz parte das atividades desenvolvidas por pesquisadores da UFRN integrantes da Rede Nacional de Educação e Ciência, a qual tem o apoio do edital Novos Talentos da CAPES.

Informações e inscrições pelo telefone (84) 3211-9209 ou pelo e-mail: 15cvgenetica@gmail.com.

Para acessar a ficha de inscrição, clique aqui.

 

Cartaz Curso de Férias - Dezembro 2013 Definitivo

Read Full Post »

Nos dias 28 e 29 de novembro, será realizado nas dependências do Centro de Biociências da UFRN o III Encontro de Ensino-Aprendizagem de Ciências e Biologia. O evento destina-se a professores do ensino fundamental e médio e alunos de licenciatura, tendo como objetivo a formação continuada de professores, visando contribuir para um melhor ensino de Ciências e Biologia no Rio Grande do Norte.

A iniciativa faz parte das atividades desenvolvidas por pesquisadores da UFRN integrantes da Rede Nacional de Educação e Ciência, a qual tem o apoio do edital Novos Talentos da CAPES.

Encontro

O evento contará com palestras, simpósios, mesas redondas e oficinas, abrangendo temas como a aplicação da experimentação em sala de aula, o uso de espaços não formais de ensino, internet como ferramenta de ensino, inclusão social, formação continuada, modelos didáticos, entre outros.

Dentre os palestrantes estão pesquisadores da UFRN e da Universidade de São Paulo. As inscrições devem ser feitas pelo e-mail: encontro.ensino.aprendizagem@gmail.comClique aqui para obter a ficha de inscrição.

Informações podem ser obtidas nos telefones (84) 3211-9209 e 3215-3346.

Clique aqui e confira a programação completa do evento. 

 

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »