Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Sala de Aula’ Category

No dia 5 de abril de 2016, o aluno Marcos Felipe de Oliveira Galvão apresentou a sua tese de doutorado pelo programa de Pós-graduação em Bioquímica da UFRN, que teve como título: “Caracterização do material particulado e avaliação do risco ocupacional e mecanismos moleculares associados à queima artesanal da castanha de caju“. A banca avaliadora foi composta pelos professores José Antônio Menezes Filho (UFBA), Gisela de Aragão Umbuzeiro (UNICAMP), Susana Margarida Gomes Moreira (UFRN), Viviane Souza do Amaral (UFRN) e Silvia Regina Batistuzzo de Medeiros (UFRN).

20160405_111520

O Brasil se destaca entre os maiores produtores de castanha de caju do mundo e o estado do Rio Grande do Norte, juntamente com o Ceará e Piauí, configuram entre os três maiores produtores nacionais. No entanto, a queima da castanha ainda é realizada de forma artesanal, sobretudo no semiárido brasileiro.

 

Diante disto, o objetivo do estudo foi realizar uma caracterização físico-química do material particulado (MP) emitido pela queima artesanal da castanha de caju, assim como determinar o risco ocupacional e mecanismos moleculares associados.

 

 20140727_192619

Métodos

 

Foram utilizados dois métodos de medição do MP, um baseado nas propriedades óticas das partículas, enquanto que o segundo nas análises gravimétricas. Em seguida, as partículas foram caracterizadas fisico-quimicamente por microscopia eletrônica de varredura (MEV) acoplada a espectroscopia de raio X por energia dispersiva (EDS), além de um complexo sistema de cromatografia líquida de alta eficiência acoplado a um cromatógrafo gasoso conjugado com um espectrômetro de massa (CLAE-CG-EM).

 

As análises de dispersão, trajetória e deposição do MP foram calculadas utilizando o modelo NOAA-HYSPLIT.

 

O monitoramento da população exposta foi avaliado pela quantificação de biomarcadores de exposição na urina (1-hidroxipireno) e de efeitos genotóxicos e citotóxicos nas células da mucosa oral dos trabalhadores (micronúcleos, broto nuclear, cariólise, cariorréxis, picnose, condensação da cromatina e células binucleadas).

 

Os mecanismos moleculares foram avaliados em cultura de células do pulmão humano (A549), utilizando técnicas de biologia molecular, tais como a avaliação da fosforilação de proteínas por western blot e a expressão gênica por PCR quantitativa em tempo real (qRT-PCR).

 

Os experimentos foram conduzidos pelo doutorando Marcos Felipe envolvendo diversos laboratórios da UFRN, tais como o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica (LBMG), Laboratório de Mutagênese Ambiental (LAMA), Laboratório de Microscopia Eletrônica de Varredura e o Grupo de Pesquisa de Modelagem e Observação de Química da Atmosfera (GP-MOQA), bem como as parcerias nacionais com o Laboratório de Estudos em Química Atmosférica do IQ-USP e Laboratório de Toxicologia da UFBA. Além disso, foram conduzidos experimentos nas instituições envolvidas durante o doutorado sanduíche, a Universidade de Estocolmo e o Karolinksa Institutet, Suécia.

20150227_081334

Resultados e considerações finais

 

As características mais evidentes do MP foram a prevalência de partículas finas, morfologias típicas da queima de biomassa e dos elementos K, Cl, S, Ca e Fe. Além disso, as análises de modelagem atmosférica sugerem que essas partículas podem atingir regiões distantes da fonte de emissão.

 

Os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs) com potencial carcinogênico, tais como: benzo(a)pireno, dibenzo(a,h)antraceno, benzo(a)antraceno, benzo(b)fluoranteno, criseno, benzo(k)fluoranteno, indeno(1,2,3,-c,d)pireno e benzo(j)fluoranteno foram os mais abundantes nas duas campanhas de monitoramento do ar.

 

Dentre os oxi-HPAs, a benzantrona (7H-benzo(d,e)antraceno-7-ona) teve a maior concentração e a avaliação do risco de câncer de pulmão indicou um aumento de 12 a 37 casos de câncer a cada 10.000 pessoas expostas.

 

A exposição ocupacional aos HPAs foi confirmada pelo aumento dos níveis urinários de 1-hidroxipireno, assim como a genotoxicidade foi evidenciada pelo aumento de micronúcleos e broto nuclear em células da mucosa oral, nos trabalhadores expostos. Outros biomarcadores de efeito, tais como cariólise, cariorréxis, picnose, condensação da cromatina e células binucleadas também tiveram a sua frequência aumentada quando comparado com um grupo controle não exposto.

 

A investigação dos mecanismos moleculares associados ao extrato orgânico do MP mostrou citotoxicidade em células do pulmão humano (A549) em concentrações ≥ 4 nM BaPeq.

 

Utilizando doses não citotóxicas, o extrato foi capaz de ativar proteínas envolvidas na via de resposta ao dano no DNA (Chk1 e p53). Além disso, foi verificado a contribuição específica dos quatro HPAs mais representativos na amostra de queima da castanha de caju e o benzo(a)pireno foi o HPA mais eficiente na ativação de Chk1 e p53.

 

Por fim, o extrato orgânico foi capaz de aumentar de forma persistente a expressão de mRNAs envolvidos na metabolização dos HPAs (CYP1A1 e CYP1B1), bem como resposta inflamatória (IL-8 e TNF-α) e parada no ciclo celular (CDKN1A) para reparo no DNA (DDB2).

 

As altas concentrações de MP e os seus efeitos biológicos associados alertam para os graves efeitos nocivos da queima artesanal da castanha de caju e medidas urgentes, tais como a organização dos trabalhadores em associações e cooperativas, a viabilização de projetos de mini-fábricas com sistemas de exaustão coletiva que eliminam os poluentes atmosféricos, o uso de equipamentos de proteção individual, como luvas e máscara, bem como a melhoria no sistema de saúde da comunidade devem ser tomadas para o desenvolvimento sustentável da atividade.

DSC03907

 

Confira:

Marcos Felipe participou do projeto Doutores do Conhecimento, uma iniciativa da Pró-Reitoria de Pós-Graduação em parceria com a Secretaria de Educação a Distância: https://www.youtube.com/watch?v=sFjnioeD2i8

 

 

Read Full Post »

O trabalho “Genetic polymorphisms associated with the inflammatory response in bacterial meningitis”, da aluna Fabrícia Lima Fontes, doutoranda em Ciências da Saúde (UFRN), sob supervisão da Dr. Lucymara F. Agnez Lima, foi publicado no jornal BMC Medical Genetics. Nesse novo trabalho os pesquisadores descrevem a associação de alelos dos genes APEX1, TNF, IL8 e AADAT com ocorrência de meningite bacteriana e com alterações na resposta inflamatória induzida durante a doença. Este estudo revelou uma associação significativa entre a variabilidade genética e resposta inflamatória, envolvendo vias importantes que são ativadas durante a meningite. O trabalho traz uma contribuição para uma melhor compreensão da patogênese dessa doença, o que pode ter repercussão no desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas. Confira o a artigo completo acessando o link abaixo:

Fabrícia Lima Fontes FL, AraújoLF, Coutinho LG, Leib SL and Agnez-Lima LF. Genetic polymorphisms associated with the inflammatory response in bacterial meningitis. BMC Medical Genetics2015, 16:70. doi:10.1186/s12881-015-0218-6. 

 

Read Full Post »

Seleção de Aluno de Iniciação Científica    
• O Laboratório de Genética – CB/UFRN está selecionando um aluno para iniciação científica
• Como pré-requisitos o aluno deve já ter sido aprovado em Bioquímica e/ou Genética e não possuir reprovação em nenhuma disciplina
• As inscrições podem ser feitas de 17 a 27 de agosto de 2015. Para participar, o aluno deve enviar o nome completo e o histórico escolar para o e-mail da professora Riva Oliveira:  rivaoliveira@cb.ufrn.br
• Os alunos inscritos deverão comparecer no Laboratório de Genética no dia 28 de agosto de 2015 às 14h para seleção através de entrevista.

Vagas Para Alunos De Pós-graduação  (Mestrado Ou Doutorado)

• O Laboratório de Genética – CB/UFRN está selecionando alunos interessados em fazer mestrado ou doutorado nos programas de pós-gradução em Biotecnologia ou Bioquímica em 2016
• Já existe disponibilidade de uma bolsa para mestrado
• Interessados podem entrar em contato direto para Profa. Riva Oliveira através do e-mail: rivaoliveira@cb.ufrn.br anexando o histórico escolar e link para currículo lattes
• Os projetos a serem desenvolvidos envolvem estudos sobre:
– Identificação de extratos de plantas com atividades neuroprotetoras para o Mal de Alzheimer no Caenorhabditis elegans
– Efeito da deficiência de reparo de DNA no desenvolvimento de  fenótipos neurodegenerativos para Mal de Alzheimer e Doença de Huntington no organismo modelo Caenorhabditis elegans
– Análise do efeito do extrato aquoso de açaí (Euterpe oleracea) no metabolismo de lipídeos do Caenorhabditis elegans

Read Full Post »

O Laboratório de Biologia Molecular e Genômica – DBG-CB está organizando os Seminários em Biologia Molecular e Genômica, com objetivo de divulgar as pesquisas científicas feitas na UFRN sobre essa temática, assim como criar mais um ambiente para discussão científica e estimular maior interação entre pesquisadores e estudantes. Os seminários ocorrerão em uma quinta-feira por mês, às 11h, no Anfiteatro das Aves-CB, confira a programação abaixo:

SEMINÁRIOS EM BIOLOGIA MOLECULAR E GENÔMICA

Horário – 11 h

Local – Anfiteatro das Aves – CB

Data Professor Título do seminário
13/08 Marcos Costa (ICE-UFRN)
Reprogramação de células somáticas em neurônios utilizando genes pró-neurais
17/09 Riva de Paula Oliveira (DBG-CB-UFRN) O papel de SKN-1/Nrf na resitência ao estresse oxidativo e degradação protéica no organismo Caenorhabditis elegans
15/10 Sandro José de Souza (ICE-UFRN) Evolução dos sítios de ligação a fatores de transcrição em humanos
12/11 Lucymara F Agnez Lima (DBG-CB-UFRN) Enzimas de reparo de DNA como reguladores transcricionais
10/12 Matheus Pedrosa (DFAR-CCS-UFRN) Biotecnologia aplicada ao desenvolvimento de novas moléculas terapêuticas

Read Full Post »

A Síndrome de Berardinelli-Seip (BSCL) ou Lipodistrofia Congênita Generalizada é uma doença autossômica recessiva caracterizada pela ausência de tecido adiposo subcutâneo, resultando em alterações no metabolismo dos carboidratos, proteínas e lipídios.
A BSCL é uma doença rara cuja prevalência é de 1 para cada 12 milhões de pessoas e maior incidência mundial é no Estado do Rio Grande do Norte. Esse tipo de lipodistrofia foi inicialmente descrita no Brasil pelo médico brasileiro Waldemar Berardinelli, em 1954, e posteriormente revisada por Seip, em 1959. Pessoas com BSCL podem apresentar várias alterações metabólicas e estruturais, como severa resistência à insulina, anormalidades no coração, rins, fígado e ovários, além de envelhecimento precoce, retardo mental moderado e desenvolvimento de distúrbios psiquiátricos.
Tendo em vista a maior incidência mundial de pessoas com a BSCL no Estado do RN (29 casos de 250 registrados), a falta de acompanhamento das mesmas e a escassez de estudos na área molecular, é de extrema importância identificar, acompanhar e avaliar as pessoas com a BSCL no Estado do RN.
Nesse contexto, a profa. Julliane Tamara Araújo de Melo, pesquisadora do LBMG, está focando no estudo da expressão de genes de reparo de DNA nesses pacientes, visto que os mesmos apresentam disfunção mitocondrial, o que leva ao acúmulo de radicais livres nas células, podendo causar danos no DNA e, consequentemente, resultar no desenvolvimento do envelhecimento precoce.
Além disso, a profa. Julliane possui uma equipe multiprofissional composta por estudantes de enfermagem, nutrição e fisioterapia da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA-UFRN), na cidade de Santa Cruz-RN, os quais atuam juntos à Associação dos Pais e Pessoas com a Síndrome de Berardinelli do estado do Rio Grande do Norte (ASPOSBERN), sediada em Currais Novos, desenvolvendo inúmeras atividades quevisam à melhoria da qualidade de vida dessas pessoas através da realização do projeto de extensão: Atuação Multiprofissional Frente à Síndrome de Berardinelli-Seip.
Para mais informações sobre a Síndrome de Berardinelli, cliquei ao lado para ver o folder: Folder – Síndrome de Berardinelli
Caso você conheça alguém que possua essa Síndrome, entre em contato com a ASPOSBERN: (084) 3412-1787 ou com a profa. Julliane: julliane@facisa.ufrn.br
Texto: Dr. Julliane Tamara Araújo de Melo
Professora Adjunta I – Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA/UFRN)

Read Full Post »

DISCENTE: RAYSSA KARLA DE MEDEIROS OLIVEIRA

DATA: 06/06/2014

HORA: 14:00

LOCAL: Sala Carl Peter von Dietrich

 

TÍTULO:

The APE1 AP-sites repair activity is required for global immune response signalization at cellular models of inflammation.

 

RESUMO:

Base excision repair (BER) proteins have been associated with functions beyond DNA repair. Apurynic/apyrimidinic endonuclease 1 (APE1) is multifunctional proteins involved in a plethora of cellular activities, such as redox activation of transcription factors, RNA processing and DNA repair. In this work, bioinformatics analyses, and experimental approaches were employed to investigate the mechanisms by which inhibition of the AP-endonuclease activity of APE1 by methoxyamine (MX) modulates inflammatory response. The results demonstrated that the LPS/MX treatment reduced the expression of cytokines, chemokines and tool like receptors (TLR); and down-regulated immune biological processes, such as macrophage activation, NF-kB, TNF-α and interferon pathways, without induce cellular death. The transcriptomic results suggested that the LPS/MX treatment induced mitochondrion dysfunction, ER stress and autophagy pathways, probably activated by commitment of cellular energetics and/or DNA damage accumulation. In addition, it is propose that DNA repair activity of APE1 is necessary for transcription of inflammatory genes, by the interaction with abasic sites on specific promoters and recruitment of transcriptional complexes during inflammatory signalization. This work provide a new perspective about the interaction between BER activity and inflammatory response modulation, and suggests a novel role of APE1 protein as a redox independent modulator of immune response.

 

MEMBROS DA BANCA:

Presidente – LUCYMARA FASSARELLA AGNEZ

SELMA MARIA BEZERRA JERONIMO

VIVIAN NOGUEIRA SILBIGER

Read Full Post »

DISCENTE: GABRIEL PEREIRA FIDELIS

DATA: 11/06/2014

HORA: 14:00

LOCAL: Sala Carl Peter von Dietrich

 

TÍTULO:

Antioxidant and Anticoagulant Activities of Sulfated Polysaccharides from the Edible Seaweed Gracilaria birdiae

 

RESUMO: The sulfated polysaccharides-rich extract from the edible red seaweed Gracilaria birdiae were obtained usingfive different conditions (GB1: Water; GB1s: Water/sonication; GB1sp: Water/sonication/proteolysis; GB2s: NaOH/sonication; GB2ps: NaOH/sonication/proteolysis. The yield increased in the following order GB2ps>GB1ps>GB2s>GB1s>GB1. However, the amount of SP extracted increased in different way GB2ps>GB1>GB1ps>GB1s>GB2s. Infrared and electrophoresis analysis showed that all conditions extracted the same SP. In addition, monosaccharide composition showed that ultrasound promotes the extraction of other polysaccharides than SP. In PT test, which evaluates the extrinsic coagulation pathway, all samples showed no anticoagulant activity. While in the aPTT test, which evaluates the intrinsic coagulation pathway, all samples showed anticoagulant activity, except GB2s. The aPTT activity decreased in the order of GB1ps>GB2ps>GB1>GB1s>GB2s. Total capacity antioxidant (TCA) of the sulfated polysaccharides-rich extracts was also affect by extract conditions, since GB2s and GB1showed lower activity in comparison to the other extract. In conclusion, the conditions of SP extraction influence their biological activities and chemical composition. The data showed NaOH/sonication/proteolysis was the best condition to extract anticoagulant and antioxidant SPs from Gracilaria birdiae.

 

MEMBROS DA BANCA:

Presidente – ADRIANA FERREIRA UCHOA

LUCIANA GUIMARAES ALVES FILGUEIRA

VANESSA DE PAULA SOARES RACHETTI

Read Full Post »

Older Posts »